top of page
  • Foto do escritorAdmin

Por que Pagar Comissão de 50% ou Mais em Clínicas Médicas e Odontológicas é uma fria para o dono?


Por que Pagar Comissão de 50% ou Mais em Clínicas Médicas e Odontológicas é uma fria para o dono


Você paga comissão de 50% ou mais para seus colegas dentistas ou médicos na sua clínica?


Se você respondeu sim, este artigo é para você. Leia mais e veja um exemplo prático no final do artigo


Introdução


A prática de pagar comissões elevadas, muitas vezes superiores a 50%, a médicos e dentistas em clínicas médicas e odontológicas tem sido uma norma em muitos setores. No entanto, essa abordagem, apesar de parecer atraente, pode acarretar consequências prejudiciais para o proprietário da clínica.


Este artigo explora as razões pelas quais o pagamento de comissões excessivamente altas pode se transformar em um grande problema para os proprietários de clínicas médicas e odontológicas.


Impacto Financeiro Negativo


O pagamento de comissões excessivas coloca uma pressão significativa nas finanças da clínica. Com taxas tão altas, a lucratividade da clínica é substancialmente reduzida, deixando pouco espaço para a expansão dos serviços, atualização de equipamentos e investimentos em marketing. Isso pode afetar adversamente o crescimento e a sustentabilidade financeira da clínica a longo prazo.


Perda de Controle sobre a Qualidade do Atendimento ao Paciente


O modelo de comissões elevadas pode criar incentivos distorcidos para os médicos e dentistas, priorizando a quantidade de pacientes em detrimento da qualidade do atendimento. Isso pode levar a uma queda na qualidade dos serviços prestados e na experiência geral do paciente, afetando a reputação da clínica no mercado.


Dependência Excessiva de Profissionais Individuais


O sistema de comissões elevadas pode resultar em uma dependência excessiva de alguns profissionais-chave na clínica. Isso pode representar um risco significativo, uma vez que a perda de um ou mais profissionais talentosos pode impactar drasticamente o desempenho e a estabilidade operacional da clínica, levando a uma quebra nos serviços e na confiança do paciente.


Dificuldade em Manter Equilíbrio Financeiro


O modelo de comissões elevadas torna desafiador para a clínica manter um equilíbrio saudável entre despesas e receitas. Comissões altas reduzem a margem de lucro da sua clínica (veja exemplo no final do artigo). A gestão de custos torna-se crucial, e a pressão para manter a lucratividade pode resultar em cortes de custos prejudiciais, que podem comprometer a qualidade dos serviços e a satisfação do paciente.


Concorrência e Retenção de Talentos


O modelo de comissões elevadas pode levar a uma competição feroz entre os profissionais de saúde, tornando a retenção de talentos uma tarefa difícil para os proprietários da clínica. Além disso, a competição intensa pode levar a uma redução na colaboração e no trabalho em equipe, prejudicando o ambiente de trabalho e a cultura da clínica.


Exemplo prático de como a comissão paga a dentistas e médicos alta reduz a margem de lucro de clínicas médicas e odontológicas


Vamos trabalhar aqui com o seguinte cenário hipotético (apenas um exemplo):


Clínica odontológica

Procedimento: Tratamento de canal

Valor de venda: R$ 1.000,00

Custos de material: R$ 60,00 (estimativa de gastos com luvas, segingas, agulhas, hipoclorito de sódio, etc.)

Impostos: 15,5%

Taxa de Cartão: 3%

Comissão do Dentista: 50%

Custo da hora cadeira / consultório: R$ 80,00 (valor da hora da cadeira para cobrir todos os custos fixos da clínica como aluguel, folha de pagamento, etc.)

Tempo total do procedimento: 2 horas (2 sessões de 1 hora cada)


Vamos fazer o cálculo de quanto sobra do valor de venda (Lucro líquido) deste procedimento com os parâmetros acima para o proprietário da clínica?


Valor de Venda = R$ 1.000,00

(-) Custos Diretos:

(-) Custos de Material = R$ 60,00

(-) Comissão do Dentista = R$ 500,00

Lucro Bruto = R$ 440,00

(-) Despesas de Venda

(-) Impostos = R$ 155,00

(-) Taxas = R$ 30,00

Margem de Contribuição = R$ 255,00

(-) Custo Fixo (hora cadeira) = R$ 160,00

Lucro Líquido = R$ 95,00


Traduzindo: De um procedimento com preço de venda de R$ 1.000,00 é necessário descontar os custos de produção do serviço, as despesas sobre venda e também o valor que cobre os custos fixos da utilização da sua estrutura.


No exemplo acima, o dentista "parceiro" (prefiro chamar de sócio majoritário), levou R$ 500,00, ou seja, um margem de lucro REAL de 50%!!!


Já o dono da clínica precisa pagar os custos com material, as despesas sobre venda e o custo da sua infraesturura.


Resultado, sobrou para o proprietário da clínica uma valor líquido de R$ 95,00, ou seja, um margem de lucro de 9,5%!!!!


Você pode argumentar que na sua clínica o material é trazido pelo dentista, que não paga taxa de cartão, ou ainda, que a divisão de 50% é realizada após a retirada dos custos de materias e despesas de vendas.


Preste atenção: Ainda assim, a sua margem de lucro não será de 50%!!!!!


Confira o cenário onde a comissão de 50% é paga ao dentista APÓS a retirada dos custos de material e também os impostos e taxas:



Valor de Venda = R$ 1.000,00

(-) Custos Diretos:

(-) Custos de Material = R$ 60,00

Total de Custos (- Comissão) = R$ 60,00

(-) Despesas de Venda

(-) Impostos = R$ 155,00

(-) Taxas = R$ 30,00

Total de Despesas (-Comissão) = R$ 185,00

(-) Comissão do Dentista (50%) = R$ 377,50

Total Geral de Custos + Despesas = R$ 622,50

Margem de Contribuição = R$ 377,50

(-) Custo Fixo (hora cadeira) = R$ 160,00

Lucro Líquido = R$ 217,50


Neste cenário onde, ANTES de pagar a comissão ao dentista foram retirados todos os custos e despesas o dentista recebe uma comissão REAL que corresponde a 37,75% do valor de venda.


O proprietário da clínica, por sua vez, com os R$ 377,50 tem que pagar suas contas fixas (lembra?) no valor de duas horas de utilização da sua infraestrura que corresponde no exemplo a R$ 160,00. O valor líquido que sobra para a clínica neste exemplo é de R$ 217,50, ou seja, 21,75%


Percebeu como o pagamento de comissionamento pode corroer sua margem de lucro de forma brutal?


Conclusão


Pagar comissões de 50% ou mais em clínicas médicas e odontológicas pode parecer uma estratégia lucrativa a curto prazo, mas os efeitos negativos a longo prazo podem ser significativos.


Os proprietários de clínicas devem considerar cuidadosamente o impacto financeiro, a qualidade do atendimento ao paciente e a dependência excessiva de profissionais individuais ao implementar modelos de compensação.


Encontrar um equilíbrio justo e sustentável é essencial para garantir o crescimento saudável e a longevidade de uma clínica médica ou odontológica.


Para mais informações sobre nosso trabalho e como podemos ajudar sua clínica ou consultório, entre em contato!



Senior Consulting

Referência em gestão de empresas do setor de saúde

+55 11 3254-7451

atendimento@seniorconsulting.com.br


bottom of page