top of page
  • Foto do escritorAdmin

Organize o Financeiro da Sua Clínica Com Um Plano de Contas


O QUE É PLANO DE CONTAS E PORQUE VOCÊ DEVE USAR UM NA SUA CLÍNICA

O QUE É PLANO DE CONTAS E PORQUE VOCÊ DEVE USAR UM NA SUA CLÍNICA

Introdução: O plano de contas é uma ferramenta contábil essencial para a gestão financeira de clínicas, proporcionando uma estrutura organizada para classificar e registrar transações. Sua implementação é crucial para uma contabilidade eficaz e tomada de decisões informada.

O Que é um Plano de Contas?


Um plano de contas é uma lista estruturada de todas as contas utilizadas na contabilidade da clínica. Cada conta representa um item financeiro específico, permitindo uma categorização clara das transações.

Vantagens do Uso de um Plano de Contas:

  1. Organização: Facilita a organização e o entendimento das transações financeiras, proporcionando uma visão clara da saúde financeira da clínica.

  2. Relatórios Precisos: Contribui para a geração de relatórios precisos, essenciais para análises financeiras, auditorias e tomada de decisões estratégicas.

  3. Conformidade Fiscal: Ajuda a manter a conformidade fiscal, assegurando que todas as transações sejam registradas de acordo com as normas contábeis e regulamentações fiscais.

Como Implementar um Plano de Contas:

  1. Identificação de Contas Necessárias: Liste as contas relevantes para a clínica, considerando receitas, despesas, ativos e passivos.

  2. Hierarquia e Códigos: Estabeleça uma hierarquia para as contas e atribua códigos únicos a cada uma para facilitar a identificação e classificação.

  3. Treinamento da Equipe: Garanta que a equipe esteja treinada para utilizar o plano de contas de forma consistente, garantindo sua eficácia.

Exemplo de plano de contas para uma clínica odontológica

Um plano de contas para uma clínica odontológica pode ser estruturado de maneira a refletir as principais categorias de transações financeiras relevantes para esse tipo de negócio. Aqui está um exemplo básico de um plano de contas para uma clínica odontológica:

Ativos:

  • 1101 - Caixa

  • 1102 - Contas a Receber

  • 1103 - Estoques (Materiais Odontológicos)

  • 1104 - Equipamentos Odontológicos

  • 1105 - Imobilizado

Passivos:

  • 2101 - Contas a Pagar

  • 2102 - Empréstimos e Financiamentos

  • 2103 - Provisões (se necessário)

Patrimônio Líquido:

  • 3101 - Capital Social

  • 3102 - Reservas de Lucros

Receitas:

  • 4101 - Consultas Odontológicas

  • 4102 - Procedimentos Restauradores

  • 4103 - Cirurgias Odontológicas

  • 4104 - Procedimentos Estéticos

  • 4105 - Venda de Produtos Odontológicos

Custos e Despesas:

  • 5101 - Custos com Materiais Odontológicos

  • 5102 - Gastos com Equipamentos

  • 5103 - Salários e Encargos

  • 5104 - Despesas com Manutenção

  • 5105 - Contas de Consumo (Água, Luz, etc.)

  • 5106 - Despesas Administrativas

Outras Receitas e Despesas:

  • 6101 - Receitas Financeiras

  • 6102 - Despesas Financeiras

  • 6103 - Outras Receitas Operacionais

  • 6104 - Outras Despesas Operacionais

Impostos:

  • 7101 - Imposto sobre Serviços (ISS)

  • 7102 - Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ)

  • 7103 - Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL)

Observações:

  1. Cada conta possui um código único para facilitar a identificação e classificação.

  2. O plano de contas pode ser personalizado conforme as necessidades específicas da clínica.

  3. Certifique-se de manter a consistência na utilização das contas para garantir relatórios precisos.

Este é apenas um exemplo básico, e a complexidade do plano de contas pode variar com base no tamanho e nas operações específicas da clínica odontológica. Recomenda-se o auxílio de um profissional contábil para adaptar o plano de contas conforme as exigências contábeis e fiscais locais.


Para mais informações sobre nosso trabalho e como podemos ajudar sua clínica ou consultório, entre em contato!



Senior Consulting

Referência em gestão de empresas do setor de saúde

+55 11 3254-7451

atendimento@seniorconsulting.com.br


bottom of page