top of page
  • Foto do escritorAdmin

Como Precificar a Consulta Médica e Seus Procedimentos: Um Guia Completo com Exemplos Práticos

Atualizado: 3 de jul.


Como Precificar a Consulta Médica e Seus Procedimentos: Um Guia Completo com Exemplos Práticos

Como precificar a consulta médica e seus procedimentos?


Introdução


A precificação de consultas médicas e procedimentos é uma tarefa essencial para garantir a sustentabilidade financeira de uma clínica, além de oferecer um serviço justo e de qualidade aos pacientes. Este artigo abordará os principais aspectos a serem considerados na precificação, oferecendo um guia completo e um exemplo prático para ajudar os gestores de clínicas a tomar decisões informadas.


1. Compreensão dos Custos Envolvidos


Custos Fixos

Os custos fixos são aqueles que não variam com o volume de atendimentos, como aluguel, salários de funcionários administrativos, manutenção de equipamentos e despesas com utilities (água, luz, internet).


Custos Variáveis

Os custos variáveis, por sua vez, estão diretamente relacionados ao volume de atendimentos, incluindo materiais descartáveis, medicamentos, exames laboratoriais e custos de esterilização.


Exemplo Prático:

Uma clínica odontológica que realiza 100 consultas mensais tem os seguintes custos:

  • Aluguel: R$ 3.000,00

  • Salários administrativos: R$ 7.000,00

  • Utilities: R$ 1.500,00

  • Materiais descartáveis por consulta: R$ 20,00


O custo fixo total é de R$ 11.500,00, e o custo variável por consulta é de R$ 20,00.



 

2. Análise do Mercado


Pesquisa de Concorrência

É fundamental realizar uma pesquisa de mercado para entender a faixa de preços praticada por clínicas concorrentes na mesma região e especialidade. Isso ajuda a posicionar a clínica de maneira competitiva.


Avaliação de Valor Percebido

O valor percebido pelo paciente inclui fatores como a reputação do médico, a qualidade do atendimento, a localização da clínica e a experiência global do paciente.


Exemplo Prático:

Na mesma região da clínica odontológica, a faixa de preço das consultas varia entre R$ 150,00 e R$ 300,00.



 

3. Margem de Lucro e Precificação


Definindo a Margem de Lucro

Após conhecer os custos e analisar o mercado, é necessário definir uma margem de lucro que seja viável para a sustentabilidade e crescimento da clínica.


Fórmula de Precificação

Preço da Consulta = Custo Fixo por Consulta + Custo Variável por Consulta + Margem de Lucro


Exemplo Prático:

Supondo que a clínica deseja uma margem de lucro de 30% por consulta:

  • Custo fixo por consulta (R$ 11.500,00 / 100 consultas): R$ 115,00

  • Custo variável por consulta: R$ 20,00

  • Margem de lucro desejada (30% sobre o custo total por consulta): R$ 40,50


Preço da Consulta = R$ 115,00 + R$ 20,00 + R$ 40,50 = R$ 175,50

Portanto, a clínica pode precificar a consulta em R$ 175,50 para cobrir custos e obter a margem de lucro desejada.



 

4. Ajustes e Avaliações Contínuas


Monitoramento de Resultados

É crucial monitorar regularmente os resultados financeiros para garantir que a precificação esteja alinhada com os objetivos financeiros da clínica. Ajustes podem ser necessários com base em mudanças nos custos, no volume de atendimentos ou no feedback dos pacientes.


Estratégias de Ajuste

Estratégias como pacotes de consultas, programas de fidelidade ou descontos para determinados grupos (como idosos e estudantes) podem ser consideradas para atrair e reter pacientes.


Exemplo Prático:

Após seis meses, a clínica observa que a taxa de ocupação das consultas está em 70%. Um ajuste estratégico pode ser a criação de pacotes de três consultas com um desconto de 10%, incentivando a fidelidade do paciente.



 

Conclusão


A precificação de consultas médicas e seus procedimentos é uma tarefa complexa que requer uma análise detalhada dos custos, do mercado e da margem de lucro desejada. Utilizando o exemplo prático apresentado, gestores de clínicas podem adotar uma abordagem sistemática para definir preços justos e competitivos, garantindo a sustentabilidade financeira e a satisfação dos pacientes.


Dicas Finais


  • Realize revisões periódicas da estrutura de custos e dos preços praticados.

  • Mantenha um canal de comunicação aberto com os pacientes para entender suas percepções e expectativas.

  • Esteja atento às tendências do mercado e às mudanças na legislação que possam impactar os custos.


Ao seguir estas diretrizes, sua clínica estará bem posicionada para oferecer serviços de alta qualidade enquanto mantém uma saúde financeira robusta.


Para mais informações sobre nosso trabalho e como podemos ajudar sua clínica ou consultório, entre em contato!



Senior Consultoria em Gestão e Marketing

Referência em gestão de empresas do setor de saúde

+55 11 3254-7451



bottom of page