top of page
  • Foto do escritorAdmin

Como Calcular os Custos Fixos e Variáveis de uma Clínica Médica Multidisciplinar


Como Calcular os Custos Fixos e Variáveis de uma Clínica Médica Multidisciplinarão Resolve

Gestão Financeira Eficiente: Dominando os Custos Fixos e Variáveis em Clínicas Médicas Multidisciplinares


Gerenciar uma clínica médica multidisciplinar envolve diversos desafios, sendo um dos principais a gestão financeira eficaz. Isso inclui o entendimento e o controle dos custos fixos e variáveis, elementos cruciais para a saúde financeira do negócio.


Aqui, exploraremos como calcular esses custos, com exemplos práticos e estratégias para manter os custos sob controle, garantindo a sustentabilidade e o crescimento da clínica.


Conceito de Custos Fixos e Variáveis


Custos fixos são aqueles que não variam com o volume de pacientes atendidos ou serviços prestados. São gastos constantes que a clínica tem, independente da sua operação estar em alta ou baixa. Já os custos variáveis alteram-se proporcionalmente ao volume de serviços oferecidos, variando de acordo com a demanda e a quantidade de procedimentos realizados.


Exemplos de Custos em Clínicas Médicas


  • Custos Fixos: Aluguel do espaço, salários de funcionários administrativos, seguros, assinaturas de softwares de gestão e manutenção de equipamentos fixos.

  • Custos Variáveis: Consumo de materiais descartáveis, medicamentos, custos com energia elétrica variável conforme o uso de equipamentos e pagamento de profissionais por procedimento.


A Importância de Manter os Custos Sob Controle


Manter os custos sob controle é essencial não apenas para a sobrevivência da clínica mas também para seu crescimento sustentável. Uma gestão eficiente dos custos permite maximizar os lucros, oferecer preços competitivos, investir em melhorias e inovações, e assegurar a qualidade do atendimento aos pacientes.


5 Formas de Melhorar o Controle de Custos em Clínicas Multidisciplinares


  1. Análise Detalhada dos Custos: Realize uma auditoria regular dos custos fixos e variáveis para identificar áreas de potencial economia. Conhecer detalhadamente cada despesa permite ajustes precisos e a eliminação de gastos desnecessários.

  2. Negociação com Fornecedores: Reavalie contratos com fornecedores buscando melhores preços e condições de pagamento. Em alguns casos, compras em maior volume podem garantir descontos significativos.

  3. Utilização de Tecnologia: Adote softwares de gestão que permitem o monitoramento em tempo real dos custos e a automação de processos, reduzindo erros e aumentando a eficiência operacional.

  4. Capacitação da Equipe: Invista na formação da equipe para otimizar o uso de recursos e materiais. Uma equipe bem treinada é capaz de realizar procedimentos de maneira mais eficiente, reduzindo desperdícios.

  5. Monitoramento da Eficiência Energética: Avalie o consumo de energia e implemente medidas para aumentar a eficiência, como o uso de equipamentos de baixo consumo energético e a conscientização da equipe sobre práticas de economia de energia.

Conclusão


O cálculo e o controle dos custos fixos e variáveis em uma clínica médica multidisciplinar são fundamentais para a gestão financeira eficiente. Implementar estratégias para otimizar esses custos não só melhora a saúde financeira da clínica, como também contribui para a qualidade do atendimento ao paciente. Com planejamento, análise detalhada e adoção de práticas de gestão eficientes, é possível alcançar um equilíbrio sustentável entre custos, qualidade e crescimento.


Para mais informações sobre nosso trabalho e como podemos ajudar sua clínica ou consultório, entre em contato!



Senior Consultoria em Gestão e Marketing

Referência em gestão de empresas do setor de saúde

+55 11 3254-7451


bottom of page